Artigo de Marcos Fabris: A fotografia, o museu e a crítica de arte

Este artigo pretende discutir o papel que ocupa a fotografia no âmbito das relações entre arte e sociedade, problematizando a premissa crítica do teórico inglês John Berger, que sugere o distanciamento das artes fotográficas tanto dos museus quanto de outras produções artísticas consideradas mais nobres, notadamente as artes não reprodutíveis como a pintura ou a escultura.

Marcos Fabris (é doutor pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo. Fez pós-doutorado na Columbia University – Nova York e na Université Paris Ouest Nanterre – Paris. Atualmente desenvolve projeto de pesquisa de pós-doutoramento no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, MAC-USP, onde pesquisa as relações entre pintura e fotografia).

Leia na íntegra em:

http://www.todasasmusas.org/09Marcos_Fabris.pdf

Na edição:

http://www.todasasmusas.org/05_01.htm

Outra edições no link da Revista Acadêmica:

http://www.todasasmusas.org/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s