Virginia Woolf e as artes: o farol, o mar, a literatura e a pintura impressionista

Resumo: A comparação entre as artes é um topois tão antigo em nossa cultura que remonta à aurora da civilização. A partir dos movimentos impressionistas e pós-impressionistas, nota-se, com mais frequência, a sistematização de trocas teóricas e metodológicas empreendidas pelos artistas. Este artigo pretende, em um primeiro momento, discutir questões relativas à correspondência entre as artes e as mídias e, em um segundo momento, propor uma leitura do romance Passeio ao farol, de Virginia Woolf, com o propósito de destacar a relação que este mantém com as técnicas do Impressionismo pictórico. 

Lei na integra o artigo do prof. Neurivaldo Campos Pedroso Junior (Doutor em Literatura Comparada pela UFRGS. Pós-doutor em Letras pela UFRGS. Professor Adjunto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Virginia Woolf e as artes: o farol, o mar, a literatura e a pintura impressionista

Outros volumes da Revista Acadêmica Todas as Musas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s