As Lages não têm preço, Porque lá mora o meu bem…

Cartao_Musica2

“É o momento em que a boiada irrompe a marcha e os vaqueiros perfilados começam a aventura. Fazendas, cidades, arraiais, relacionamentos amorosos passageiros:

 

O Curvelo vale um conto.

Cordisburgo um conto e cem.

Mas as Lages não têm preço,

Porque lá mora o meu bem… (p. 49)

 

No último verso, a dicotomia entre geografias e valores é perpassada por um viés sentimental de obliquidade amorosa na quadra, que mantém a estrutura típica e folclórica de dois dísticos. ” Ivan Siqueira

Mais informações, acesse:

http://www.todasasmusas.org/

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s