A poesia elegíaca sobre o martírio: o poeta árabe como gravador de epitáfios, de Cláudia Falluh Balduino Ferreira

A poesia sobre os mártires da guerra é poesia ou oração? Analisando os poemas de Tahar Ben Jelloun La remontée des cendres, sobre as vítimas da guerra do Golfo e de Non Identifiés, sobre as vítimas 

dos conflitos palestinos, obras ilustradas pelo artista iraquiano Kadhim Jihad, este trabalho estuda o modo como a simbiose de elementos artísticos da cultura árabe como os arabescos, a pintura e a poesia capturam a violência e a transmutam em transcendência. 

Leia na íntegra em:

Visite:

Visite:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s